sexta-feira, 23 de setembro de 2016

POR QUE AS PESQUISAS MANIPULADAS DOS JORNAIS O TEMPO E O SUPER SÃO PARA BENEFICIAR O CANDIDATO LEONE MACIEL...???


Como sabemos, os jornais O Tempo e o Super são de propriedades do empresário Italiano Vittorio Medioli.

O empresário Italiano Vittorio Medioli também é proprietário da Sada Transportes e da Sada Forjas.

Essas empresas tem atuação em Sete Lagoas.

Inicialmente vou publicar uma reportagem do Jornal O Estado de São Paulo, por ela você já vai ter uma noção de quem é o Italiano Vittorio Medioli, leia baixo:

EX-DEPUTADO DO PSDB É CONDENADO POR EVASÃO DE R$ 3,8 MILHÕES...

Vittorio Medioli, empresário e ex-parlamentar, foi um dos alvos da Operação Farol da Colina, decorrente do Caso Banestado que revelou a atuação de Alberto Youssef.

O empresário e ex-deputado federal pelo PSDB e PV Vittorio Medioli, de 63 anos, foi condenado a cinco anos e cinco meses de prisão por crime contra o sistema financeiro.

O ex-parlamentar foi um dos alvos da Operação Farol da Colina, realizada pela Polícia Federal para desbaratar um esquema por meio do qual foram enviados ilegalmente mais de US$ 3 milhões para o exterior com uso da Beacon Hill Service Corporation.

A sentença contra Medioli foi expedida pela Justiça Federal em Minas Gerais no último dia 28 e divulgada nesta terça-feira, 3, pelo Ministério Público Federal (MPF), que informou ter recorrido da decisão. A Procuradoria da República solicita ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) o aumento da pena para "patamares próximos ao máximo".

O acusado foi condenado a três anos e um mês de prisão pelo crime de evasão de divisas e a dois anos e quatro meses de prisão por "manutenção clandestina de depósitos" no exterior.

A lei prevê penas de até seis anos de prisão para cada um dos crimes.

Vittorio Medioli, foi um dos alvos da Operação Farol da Colina, decorrente do Caso Banestado que revelou a atuação de Alberto Youssef.

Em tempo: Alberto Youssef é aquele mesmo da operação Lava-Jato.

Na denúncia, o Ministério Público acusou Medioli de efetuar "operação de câmbio não autorizada, com o fim de promover evasão de divisas" e também de manter "depósito de quantias no exterior sem informá-lo às autoridades competentes".

Revelia. Proprietário da Sempre Editoria, que publica os jornais O Tempo e Super Notícia, e do grupo Sada, entre outras empresas, Medioli alegou em sua defesa que não sabia sobre o envio de recursos para o exterior, assim como sobre o depósito em banco suíço.

Mas fez retificação de declaração de renda para informar sobre a conta. "Não se revela crível que recursos dessa monta tenham sido enviados e mantidos em conta no exterior de titularidade do acusado, a sua revelia", afirmou a juíza Rogéria Maria Castro Debelli, da 4ª Vara Federal de Belo Horizonte.

Para a magistrada, o empresário "não só detinha pleno conhecimento de sua existência (conta), mas também dos mecanismos de abastecimento dela". "As consequências do crime são graves, tendo em vista que os fatos ora julgados integram-se a um esquema de evasão, sonegação e lavagem de capitais, operacionalizados por intermédio da empresa Beacon Hill Corporation, para o qual o acusado emprestou colaboração, disponibilizando para evasão do País e custódia no exterior, recursos financeiros vultosos", afirmou a juíza.

Um dos advogados de Vittorio Medioli, Fábio Antônio Tavares dos Santos, afirmou que há erros na denúncia do MPF, que não apresenta datas das remessas que teriam sido feitas para o exterior, e já apresentou embargo declaratório contra a sentença por considerar que há contradição da juíza. Segundo Santos, o dinheiro na conta da Suíça foi oriundo de herança recebida por seu cliente, após inventário que tramitou na Itália, terra natal do acusado.

"Existe prova de que ele teve o inventário com o irmão e recebeu os valores lá fora. O fato da manutenção (da conta) lá fora absolve o envio. Não existe prova nenhuma do envio desses valores", disse o advogado. "Existe na sentença uma série de impropriedades. Ele recebeu os valores em 2002 e fez a retificação (da declaração de renda) já em 2003. (Mas) a juíza afirma em todo o processo que Medioli não comunicou às autoridades fazendárias e na sentença afirma que houve a comunicação. A meu ver essa sentença é nula", completou. Santos adiantou ainda que também pretende recorrer ao TRF1 contra decisão.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo

Voltando....

Como você mesmo pode constatar, o empresário Vittorio Medioli é hoje UM CONDENADO pela Justiça.

Se o Brasil fosse um País sério, ele hoje estaria no seu devido lugar: NA CADEIA...!!!

POR QUE OS JORNAIS O TEMPO E O SUPER SÃO CONTRA O PREFEITO MARCIO REINALDO...???

O empresário Italiano e CONDENADO PELA JUSTIÇA Vittorio Medioli usa os seus jornais para atacar o prefeito Marcio Reinaldo por dois motivos:

Primeiro: Porque a atual administração municipal corrigiu os valores do IPTU da Sada Forjas.

Até antes dessa correção, o IPTU da Sada Forjas era irrisório, o mesmo valor do IPTU de um barracão.

Segundo: Porque o prefeito Marcio Reinaldo exigiu judicialmente a reintegração de posse de um enorme terreno público do município, que a Sada Transportes invadiu e estava utilizando para guarda veículos da IVECO e da FIAT.

Ou seja, o empresário CONDENADO pela Justiça estava alugando um terreno público para as duas empresas.

É um cara de pau....!!!

O terreno já foi devolvido para o município por ordem judicial.

Esses são os verdadeiros motivos, que levam o empresário Italiano e CONDENADO pela justiça Vittorio Medioli a atacar constante o prefeito Marcio Reinaldo em seus jornais.

Na campanha eleitoral, os jornais do CONDENADO pela justiça Vittorio Medioli, passaram a publicar pesquisas manipuladas contra o prefeito Marcio Reinaldo, bem como, para favorecer o candidato Leone Maciel.

Bem que dizem: Um Gambá cheira o outro...!!!

Inclusive, recentemente a Justiça Eleitoral proibiu a divulgação de uma pesquisa manipulada pelos jornais do CONDENADO.

Veja a matéria abaixo:

 

O Palhaço fez um vídeo sobre a pesquisa eleitoral manipulada, assista:



Não será surpresa para ninguém, se os jornais do empresário Italiano e CONDENADO pela Justiça Vittorio Medioli publicar novas pesquisas manipuladas contra o prefeito Marcio Reinaldo.

Finalizo essa matéria deixando três perguntas para a sua reflexão:

Por que os ex-prefeitos Leone Maciel e Maroca não reajustaram o IPTU da Sada Forjas...???

Por que os ex-prefeitos Leone Maciel e Maroca se omitiram perante a invasão do terreno feito pela Sada Transportes...???

Será que os ex-prefeitos Leone Maciel e Maroca levaram vantagem pessoal por tais atitudes de omissão...???

Pense, reflita e tire você mesmo as suas conclusões...!!! 


Nenhum comentário: